• natrrst

Hoje vamos falar de Cerejas ūüćí‚̧ūüćí.

Estes bombons docinhos que a natureza nos oferece nesta época e que pelas excecionais características edafoclimáticas (Solo+Clima) da Cova da Beira, resultam numa fruta considerada como a melhor do mundo, um verdadeiro ex-libris deste nosso vale entre as Serras da Gardunha e da Estrela.



Como em quase todas as frutas existem diversas variedades, modos de produ√ß√£o e cuidados, o que faz com que a Cereja n√£o seja toda igual. A fruta apresenta diferentes calibres, do√ßura, consist√™ncia, cor e forma. √Č tamb√©m fundamental analisar continuamente o estado de matura√ß√£o da fruta para saber a altura certa para a colher. E √†s vezes n√£o d√° mesmo para a colher, como aconteceu um dia desta √ļltima semana quando choveu. E √†s vezes a natureza, com a sua imprevisibilidade (granizo) deixa-nos mesmo praticamente sem cereja como aconteceu no ano passado.


Nas √ļltimas semanas temos enviado as variedades ‚ÄúBrooks‚ÄĚ, ‚ÄúPrime-Giant‚ÄĚ, ‚ÄĚFolfer‚ÄĚ e tamb√©m alguma ‚ÄúSaco da Cova da Beira‚ÄĚ. As diferentes variedades v√£o ficando aptas para a colheita em diferentes alturas, pelo que as referidas variedades podem ser consideradas mais precoces.


J√° sabe, colhemos de manh√£, enviamos √† tarde, no dia seguinte est√£o em sua casa, super fresquinhas. ūüćí


0 visualização0 comentário